IMM-Catia

Hardware:

O hardware, circuitaria, material ou ferramental. É a parte física do computador, ou seja, é o conjunto de componentes electrónicos, circuitos integrados e placas, que se comunicam através de barramentos. Em complemento ao hardware, o software é a parte lógica, ou seja, o conjunto de instruções e dados processados pelos circuitos electrónicos do hardware.

Exemplos de hardware
1. Processador;
2. Motherboard;

Software:

Já que o hardware é parte física do computador, precisamos então ter a parte virtual, podemos fazer uma tipologia para se entender isso: o corpo humano tem a parte física que são músculos e órgãos, o computador tem suas peças, nesta tipologia o corpo precisa de pensamentos para executar suas funções, o software é os "pensamentos" para máquina cumprir suas funções. O Software, que é todos os nossos programas instalados em nosso computador.

Exemplos de software
1.Sitema operacional
2.Ferramentas Office

Von Neumann:

A Arquitectura de von Neumann (de John von Neumann), é uma arquitectura de computador que se caracteriza pela possibilidade de uma máquina digital armazenar seus programas no mesmo espaço de memória que os dados, podendo assim manipular tais programas.

Motherboard

Também conhecida como "placa-mãe", a motherboard é, basicamente, a responsável pela interconexão de todas as peças que formam o computador. O HD, a memória, o teclado, o rato, a placa de vídeo, enfim, praticamente todos os dispositivos, precisam ser conectados à motherboard para formar o computador.

Modelos de motherboard

AT- AT (Advanced technology)
ATX- ATX(Advanced Technology Extended).

Processador

O que é?

O processador é o cérebro do micro, encarregado de processar a maior parte das informações. Ele é também o componente onde são usadas as tecnologias de fabricação mais recentes. O processador é o componente mais complexo e frequentemente o mais caro, mas ele não pode fazer nada sozinho. Como todo cérebro, ele precisa de um corpo, que é formado pelos outros componentes do micro, incluindo memória, HD, placa de vídeo e de rede, monitor, teclado e rato.

Para que serve?

Tem como função, processar e delegar as informações de entrada (digitadas ou requeridas pelo usuário) em dados de saída (informação devidamente processada de acordo com a solicitação do usuário), enviando assim, "ordens" aos demais componentes de hardware.

Cooler

O que é?

Cooler (refrigerador em inglês) na informática é o conjunto de dissipação térmica instalado sobre o processador que é responsável pela diminuição do calor. Consiste basicamente em 2 componentes:
1- Micro ventilador (ventilador de pequena dimensão responsável pelo fluxo de ar). Também conhecido como FAN (ventilador em inglês).
2- Dissipador (peça em cobre ou alumínio responsável pela transferência de calor).
O excesso de calor gerado pelo processador é transferido para o dissipador, este recebe directamente o ar ambiente impulsionado pela ventoinha que mantém num processo contínuo a baixa temperatura, essencial para o funcionamento adequado do processador.

Para que serve?
Tem a função de reduzir o calor gerado pelos componentes da máquina, principalmente o produzido pelo próprio processador. Ou seja, é o responsável por "refrescar o computador".

O que é um chipset?

O chipset é um dos principais componentes lógicos de uma placa-mãe, dividindo-se entre ponte norte e ponte sul.

Quais as suas funções?

A ponte norte faz a comunicação do processador com as memórias, e em alguns casos com os barramentos de alta velocidade AGP e PCI Express. Já a ponte sul, abriga os controladores de HDs (ATA/IDE e SATA), portas USB, paralela, PS/2, serial, os barramentos PCI e ISA, que já não é usado mais em placas-mãe modernas.

O que é que a northbridge controla?

O northbridge geralmente lida com a comunicação entre a UCP, memória RAM, AGP ou PCI Express e o southbridge.

O que é que o southbridge controla?

O southbridge pode ser geralmente diferenciado do northbridge por não estar diretamente conectado à UCP. Em vez disso, o northbridge liga o southbridge à UCP.

300px-Schema_chipsatz.png

Memórias:

RAM

Memória de acesso aleatório (do inglês Random Access Memory, frequentemente abreviado para RAM) é um tipo de memória que permite a leitura e a escrita, utilizada como memória primária em sistemas electrónicos digitais. O termo acesso aleatório identifica a capacidade de acesso a qualquer posição em qualquer momento, por oposição ao acesso sequencial, imposto por alguns dispositivos de armazenamento, como fitas magnéticas

ROM

O nome memória ROM (Read-Only Memory) é usado actualmente para referir-se a uma grande variedade de tipos de memória.
A ROM um tipo de memória que permite apenas a leitura, ou seja, seu conteúdo só pode ser lido, não pode ser gravado nem modificado, é gravado uma única vez, que foi durante sua fabricação.

Disco rígido

Disco rígido ou disco duro, no Brasil popularmente chamado também de HD (derivação de HDD do inglês hard disk drive) ou winchester (termo em desuso), "memória de massa" ou ainda de "memória secundária" é a parte do computador onde são armazenados os dados. O disco rígido é uma memória não-volátil, ou seja, as informações não são perdidas quando o computador é desligado, sendo considerado o principal meio de armazenamento de dados em massa. Por ser uma memória não-volátil, é um sistema necessário para se ter um meio de executar novamente programas e carregar arquivos contendo os dados inseridos anteriormente quando ligamos o computador. Nos sistemas operativos mais recentes, ele é também utilizado para expandir a memória RAM, através da gestão de memória virtual. Existem vários tipos de discos rígidos diferentes: IDE/ATA, Serial ATA, SCSI, Fibre channel, SAS, SSD.

Drives

Drive é um neologismo importado do inglês que refere-se a uma unidade de armazenamento ou de leitura de dados, pertencente ao hardware de um computador.

Disco Rígido

Disco Rígido é um sistema de armazenamento de alta capacidade, que por não ser volátil, é destinado ao armazenamento de arquivos e programas.

Tipos de Disco Rígido

IDE/ATA

images?q=tbn:ANd9GcSuoEj6VGM8fb4PdjAaCPbKvMI6plo2NSRHkMPr7BCGuJFnvQKDHg

SATA

images?q=tbn:ANd9GcSrJujdOaoQrWYeo_u3qnNUhB5N6AJ2dVS49btG16vkOUQ1uy0fIQ

SSD

images?q=tbn:ANd9GcTag0RiqfOXgHJcjf6Lk5xaJSbiIwaI6gOZEOd_HyRYXjOuBZxe

Bus ou Barramento

Barramento é um conjunto de linhas de comunicação que permitem a interligação entre dispositivos, como a CPU, a memória e outros periféricos.

Para que serve:

Barramento de dados

São os condutores por onde circulam os dados que o processador vai buscar à memória RAM ou aos dispositivos de I/O.

Barramento de endereço

O acesso aos dados que a CPU necessita é feito pelo envio dos endereços das posições de memória ou de dispositivos de I/O onde eles se encontram. Esses endereços circulam neste barramento.

Barramento de controlo

Existem sinais eléctricos que controlam os dispositivos electrónicos para que o sistema possa ler/escrever os dados. Esses sinais viajam neste barramento.

Avarias nos PC's e bips

Erros BIOS AMI

Bips: Nenhum.
Problema: deverá sempre ouvir um bip no boot. Nenhum som quer dizer que existe um problema na coluna, na motherboard ou que uma fonte de alimentação está estragada.
Solução: verifique as ligações da coluna e da fonte de alimentação. Faça as substituições necessárias. Se isto falhar, substitua a motherboard.

Bips: Um curto.
Problema: refresh da RAM; interrupção no relógio ou problemas no controlador.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: Dois curtos ou três curtos.
Problema: indica problemas de memória. Se tiver imagem, procure mensagens de erro.
Solução: verifique se os chips de memória estão bem presos ou substitua a memória.

Bips: Quatro curtos.
Problema: avaria do relógio do sistema.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: Cinco curtos.
Problema: avaria da CPU.
Solução: substitua o processador.

Bips: Seis curtos.
Problema: erro do teclado.
Solução: substitua o mesmo. Se continuar, o chip pode precisar de ser substituído. Se persistir, substitua a motherboard.

Bips: Sete curtos.
Problema: erro do CPU.
Solução: substitua o CPU e/ou a motherboard.

Bips: Oito curtos.
Problema: avaria da placa gráfica.
Solução: veja se a placa gráfica está bem presa e tente outra vez – se persistir, substitua a placa.

Bips: Nove curtos.
Problema: erro de ROM checksum. A ROM da BIOS está danificada.
Solução: substitua a ROM da BIOS. Talvez seja mais fácil substituir a motherboard.

Bips: Dez curtos.
Problema: algo se passa com o CMOS.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: Onze curtos.
Problema: avaria de memória cache L2. O seu PC desligou-a.
Solução: substitua a memória cache L2 e, se necessário, a motherboard.

Bips: Um longo, três curtos.
Problema: falha no teste de memória RAM, durante os primeiros 64K.
Solução: substitua a RAM e, se necessário, a motherboard.

Bips: Um longo, oito curtos.
Problema: erro no monitor. Avaria da placa gráfica.
Solução: substitua-a. Se isto falhar, substitua a motherboard ou tente usar um adaptador numa slot PCI

Erros BIOS Phoenix

Bips: 1,1,3.
Problema: falha no CMOS.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: 1,1,4.
Problema: falha da BIOS.
Solução: substitua-a. Pode ser mais fácil substituir a motherboard.

Bips: 1,2,1.
Problema: relógio.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: 1, 2,2 ou 1,2,3 ou 1,3,1 ou 1,3,4 ou 1,4,1 ou 4,2,1 ou 4,3,1 ou 4,3,2 ou 4,3,3.
Problema: erro da motherboard.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: 1,3,3.
Problema: memória.
Solução: volte a colocar ou substitua a RAM.

Bips: 1,4,2.
Problema: falha da memória.
Solução: Teste e substitua a RAM.

Bips: 2, qualquer som.
Problema: quaisquer bips depois de dois indicam problemas de memória.
Solução: corra um utilitário de verificação de memória (se puder) e depois substitua a sua RAM, se necessário.

Bips: 3,1, qualquer som.
Problema: a sua motherboard tem um chip defeituoso.
Solução: substitua a motherboard.

Bips: 3,2,4.
Problema: erro do controlador do teclado.
Solução: substitua o teclado, o chip controlador ou a motherboard.

Bips: 3,3,4.
Problema: não há placa gráfica.
Solução: volte a colocar ou substitua a placa gráfica.

Bips: 4,2,2 ou 4,2,3.
Problema: falha do teclado.
Solução: substitua o teclado. Se persistir, o problema é a motherboard. Substitua-a.

Bips: 4,2,4.
Problema: placa de expansão.
Solução: Remova todas as placas de expansão e depois coloque-as uma a uma até encontrar a defeituosa. Depois substitua-a.

Bips: 4,3,4.
Problema: erro de relógio.
Solução: reponha o relógio da motherboard usando o programa de setup. Substitua a bateria do CMOS, se for necessário. Se isso falhar, substitua a fonte de alimentação.

Bips: 4,4,1 ou 4,4,2.
Problema: erro da porta série.
Solução: use o manual da motherboard para desligar as portas série e acrescente uma placa I/O para as substituir.

Bips: 4,4,3.
Problema: co-processador matemático avariado.
Solução: use um programa de diagnósticos de baixo nível para confirmar a origem do problema. Depois desligue-o, pode – se provavelmente passar sem ele.

Erros BIOS Award

Bips: Um longo.
Problema: algo se passa com a memória.
Solução: remova a RAM e volte a colocá-la.

Bips: Um longo, dois curtos ou um longo e três curtos.
Problema: placa gráfica ou a memória desta última.
Solução: substitua a placa gráfica ou a sua memória.

Bips: Contínuo.
Problema: isto é causado normalmente por um problema de memória, mas também pode indicar problemas de vídeo.
Solução: volte a colocar ou substitua a memória e/ou a placa gráfica.

O Que São Dados?

Dados são observações documentadas ou resultados da medição. A disponibilidade dos dados oferece oportunidades para a obtenção de informações.
Os dados podem ser obtidos pela percepção através dos sentidos (por exemplo observação) ou pela execução de um processo de medição.

O que é informação?

Vivemos na era da informação. Há informação sobre previsão do tempo, esportes, diversões, finanças…
Informação significa fatos: é o tipo de coisa presente em livros, que pode ser expressa em palavras ou imagens. A informação pode portanto vir em várias formas: verbal, visual, por ondas…

No mundo dos computadores, a definição atual é dada por Claude Shannon (1916-2001): a informação está presente sempre que um sinal é transmitido de um lugar para outro.

Exemplo: nuno

Dados:
profissão: stor
idade: 82
naturalidade: porto
raça: marroquino
cabelo: castanho
olhos: castanhos + oculos
boca: dentes + aparelho

Informação:
Nuno é um stor de 82 anos natural do porto, de raça marroquina. Tem cabelo castanho, olhos castanhos e usa oculos, boca com dentes e aparelho. Pronto, é este o chato que aturamos 4 dias por semana!

Caracteristicas da informação

Quando uma informação não é suficientemente precisa ou completa, um profissional pode tomar decisões erradas, podendo gerar grandes prejuízos sociais e/ou econômicos. Por esse motivo, a importância da informação pode apresentar diferenças dependendo do valor que é atribuído para cada uma das suas características. Entre as características de valor que podemos atribuir a informação podemos destacar:

Precisão: A informação não contém erros. Uma informação imprecisa normalmente é originada por dados imprecisos que alimentam o processo;

Completa: A informação contém todos os fatos importantes;

Confiável: A confiabilidade da informação depende do método de recolha dos dados (fonte dos dados). Quanto mais precisa essa fonte, mais confiável é a informação;

Relevante: Uma informação relevante é essencial na tomada de decisões;

Verificável: A informação pode ser conferida para assegurar que está correta;

Acessível: A informação deve ser facilmente acessível aos utilizadores autorizados, que podem obtê-la na forma correta e no tempo certo;

Segura: A informação deve ser segura para possibilitar o seu acesso apenas pelos utilizadores autorizados.

Software Aplicacional

Corresponde às aplicações que o utilizador pretende dar ao computador, e.g. processamento de texto, gestão de dados, entretenimento, etc..

Software de Sistema

É o elemento que faz a transição entre o hardware e as aplicações.
Este software não tem aplicação prática, apenas fornece mecanismos de simplificação e generalização do hardware às aplicações. Através do software de sistema, a máquina (hardware) pode ser entendida pelo software de igual forma independentemente de equipamento utilizado ou pormenores de implementação.
Distinguem-se dois tipos de software de sistema:
Sistema Operativo, responsável pela grande parte das características do software de sistema.
Driver's, responsável pela simplificação da utilização de componentes físicos específicos. Fornece ao sistema operativo e ao software aplicacional, um conjunto fixo de formas de aceder às suas funcionalidades.